fbpx
Notícias

Sem planos para aposentadoria: “Provavelmente cairemos mortos no palco”, diz Bruce Dickinson 

Cantor falou sobre as perspectivas de futuro relacionadas ao Iron Maiden

As maiores bandas de rock do mundo ainda em atividade, na sua grande maioria, estão, no mínimo, na casa dos 30 anos de carreira, e muito se fala quando longeva uma banda pode ser. O Iron Maiden, por exemplo, se aproxima dos 50 anos de estrada, e no que depender de Bruce Dickinson, só a morte irá pará-los. 

Em uma recente entrevista no programa de rádio Full Metal Jackie dos EUA, (via Blabbermouth), o vocalista da Donzela de Ferro falou sobre o futuro da banda e ofereceu uma perspectiva interessante. “Não estamos planejando nos aposentar, na verdade. Acho que provavelmente cairemos mortos no palco. Posso pensar em lugares piores para cair mortos, disse Bruce Dickinson

Ele enfatizou, na sequência, que ainda há entusiasmo em tocar ao vivo: “Ainda estamos disparando com muita energia e muito entusiasmo, então mal posso esperar para voltar com os outros caras para começar a ensaiar para a próxima turnê”.

Iron Maiden, uma banda que atravessou gerações

Bruce Dickinson falou ainda, durante o bate-papo, sobre quão diversificado é o público que acompanha os shows do Iron Maiden e também as suas apresentações solo

“Com respeito aos nossos fãs, temos gerações de fãs agora”, continuou Bruce. “Mesmo nos meus shows de palavras faladas, eu posso fazer piadas sobre a idade do público apenas porque metade do público é, tipo, da minha idade, mas a outra metade do público geralmente é muito, muito mais jovem. Então é brilhante . Temos toda essa coisa intergeracional acontecendo.”

O Iron Maiden lançou no ano passado o “Senjutsu”, seu 17º álbum de carreira. Eles retomam a Legacy of The Beast World Tour em maio deste ano. 

Leia também:

Deixe uma resposta