Notícias

Após lançamento, integrantes do System of a Down jogam balde de água fria nos fãs

Serj Tankian e Daron Malakian negam a possibilidade de um novo álbum

O System of a Down retornou de um hiato de 4 anos em 2010 para alguns shows, incluindo o Rock in Rio 2011, e tem feito turnês esporádicas desde então. Muito tem se falado nos últimos anos sobre o registro de álbum de inéditas, algo que tanto Daron Malakian e Serj Tankian se esquivam constantemente. No entanto, a banda pegou os fãs de surpresa quando lançou não uma, mas duas músicas inéditas no início do mês de novembro: “Protect The Land” e “Genocidal Humanoidz”. Será que finalmente a espera para o sucessor de “Mezmerize/Hypnotize” chegou ao fim? Parece que não é bem assim.

Tudo indica que o lançamento é algo extraordinário e especialíssimo. As duas músicas falam sobre a guerra que acontece na terra natal dos integrantes da banda, a Armênia. Conforme disse o grupo no comunicado de lançamento dos dois singles: “Temos orgulho de compartilhar essas canções com vocês e esperamos que vocês curtam ouvi-las. Mais ainda, encorajamos que vocês leiam a seguir para saber mais sobre suas origens e quando o fizerem, esperamos que vocês se inspirem em falar sobre as horríveis injustiças e violações de direitos humanos acontecendo ali agora. Mais importante e urgente, nós humildemente imploramos que vocês doem, em somas pequenas ou grandes para ajudas aqueles afetados adversamente com o que os relatos cada vez mais de crimes contra a humanidade”.

O primeiro balde de água frio nos fãs veio do guitarrista Daron Malakian: de acordo com o músico ele não enxerga a banda lançando novas músicas no futuro, conforme informou o Loudwire: “Eu nunca digo nunca, mas ao mesmo tempo não espero fazer mais nada com o SOAD imediatamente ou logo depois disso”, disse o guitarrista.

Agora foi a vez do vocalista Serj Tankian desanimar ainda mais os fãs. Ele disse em uma entrevista concedida à Radio Rock que o ativismo foi o único motivo pelo qual a banda decidiu se reunir para novas gravações.  É para chamar a atenção do mundo para a violência que assola o povo armênio, reforçou o cantor. Serj disse: “Nós fizemos por conta da causa, mais pelo ativismo do que pela criatividade musical. E isso significa muito, porque não fizemos para nós ou por nosso gosto musical. Não foi pela banda nem por nossas carreiras. Nós fizemos pelo nosso povo. E isso é uma coisa diferente. Quando você faz algo que não é para você, isso tem mais valor, mais força e potencial. E isso significa muito mais”.

Em seguida o música foi mais claro sobre novas músicas ou álbum completo: “Não estamos fazendo mais nada. Estamos focados no que está acontecendo agora na Armênia e tentando arrecadar mais fundos”.

Parece que não será dessa vez. Contudo, o grupo segue como um dos mais influentes do mundo, recentemente o videoclipe de “Chop Suey” atingiu a marca de 1 bilhão de visualizações no Youtube.

Confira abaixo as duas novas músicas do System of a Down:

2 comentários

Deixe uma resposta