Notícias

Silverchair assina acordo que pode gerar “oportunidades interessantes”

Sony agora é detentora de todo o catálogo da banda.

O Silverchair encerrou as suas atividades em definitivo  no ano de 2011, enquanto gravavam o seu sexto álbum, e não fizeram qualquer tipo de movimentação desde então. Isso até a última semana, quando foi anunciado um acorda da banda com a gravadora Sony Music Austrália que, a partir de agora, passa a gerenciar todo o catálogo da banda. “Estamos realmente ansiosos por algumas oportunidades interessantes nos próximos anos”, disse Denis Handlin, CEO da empresa.

Os primeiros trabalhos do Silverchair foram lançados pela Sony Music, no entanto, a partir do quarto disco, “Diorama” (2002), eles assinaram com a BMG. Agora, com o acordo, todos os lançamentos da carreira da banda estão sob a tutela da Sony, incluindo o já citado “Diorama”, o DVD ao vivo “Live From Faraway Stables” (2003) e também o último trabalho de estúdio do grupo, o elogiado “Young Modern” (2007).

Denis Handlin, presidente e CEO da Sony Music Entertainment da Austrália e Nova Zelândia disse sobre o novo acordo: “Três garotos de Newcastle entraram em cena com uma música incrível que conquistou o mundo. Estou muito feliz por ter o catálogo completo da banda com a Sony Music. Estamos realmente ansiosos por algumas oportunidades interessantes nos próximos anos”.

Os integrantes da banda também comentaram a nova parceria. O vocalista Daniel Johns disse que “é ótimo ter o catálogo todo sob o mesmo teto”. Já o baterista Ben Gillies afirmou que “parece que está certo”. O Baixista Chris Joannou, por sua vez, disse: “estamos animados por ter todos os álbuns do Silverchair com a Sony Music Australia, onde tudo começou para nós há mais de 25 anos. Que viagem selvagem tem sido”.

O Silverchair formou-se em 1992 em Newcastle época em que seus integrantes ainda eram adolescentes. A notoriedade veio rápido e logo lançaram o primeiro disco “Frogstomp” (1995) que trazia uma sonoridade totalmente grunge. A banda mudou o seu estilo ao longo dos anos principalmente nos discos “Diorama” e “Young Modern”.

Após o término do grupo em 2011, Daniel Johns lançou apenas um disco solo chamado “Talk” (2015) com um direcionamento totalmente pop, bastante distante do som do Silverchair. Depois criou um projeto bizarro chamado Dreams em parceria com Luke Steele do Empire of The Sun. O músico atualmente grava um novo disco, entretanto, nenhum detalhe foi revelado. Os demais integrantes se mantiveram distantes da música, aparentemente.

Apesar do acordo, não houve qualquer menção até o momento sobre uma reunião do grupo ou futuros lançamentos.

2 comentários

Deixe uma resposta