fbpx
Reviews

REVIEW: Billy Talent supreende com disco diversificado e abrangente

Warner Music Canada Co. (202) - Nota (1 a 5): 4,5
Billy Talent - Crisis of Faith
Foto: Billy Talent – Crisis of Faith

O Billy Talent é uma banda canadense de punk rock e hardcore melódico formada em 1993 com nome Pezz. O primeiro álbum com o rótulo que a tornou famosa foi lançado somente 10 anos depois, em 2003. Hoje, o grupo liderado pelo vocalista Benjamin Kowalewicz, já conta com seis álbuns na bagagem, incluindo este recém-lançado “Crisis of Faith”, com o qual atinge o ápice de refinamento estético e sonora. 

Vindo do bem sucedido “Afraid Of Heights” (2016), o Billy Talent se sentiu confortável para enfileirar dez hinos de grande potencial radiofônico e que sairiam muito bem em uma arena. Sim, ainda é punk, ainda é hardcore, o DNA ainda está ali, mas é mais diversificado, é mais abrangente, e acaba colocando a banda ao lado dos grandes nomes do rock alternativo contemporâneo. 

Lá atrás, a banda poderia muito bem ser classificada como uma cópia de bandas como The Offspring ou Rise Against. Percebia-se que tinha uma identidade própria, mas ficava preso em uma vestimenta que não lhe cabia. E claro, não ainda não era capaz de produzir os hits que aprendeu a produzir ao longo da carreira e que aqui neste “Crisis of Faith” estão presentes do início ao fim.

As faixas foram escritas nos últimos dois anos de pandemia e a banda optou por lançá-las paulatinamente, o que acabou resultando no EP “Judged” – seguindo a estratégia atual da indústria de lançamentos fatiados – que foi incorporado no pacote final que chega agora.

Billy Talent – Reckless Paradise

“Reckless Paradise” é frenética e tem refrão explosivo.

O interessante neste disco é que as músicas soam como episódios de uma série com bom roteiro. Cada canção traz boas ideias o suficiente para despertar  o interesse do ouvinte em seguir para a faixa seguinte. Sim, as composições são diversificadas, trazem abordagens melódicas e desenvolvimentos diferentes, com alto grau de emoção e engajamento (para usar uma palavra da moda). 

Bandas oriundas do universo punk rock e hardcore, como o Billy Talent, têm a tendência de se repetir com alguma frequência. É comum você ficar com impressão que já ouviu esse ou aquele riff, que determinada linha vocal já foi usada antes, e por aí vai. No entanto, aqui as músicas não soam quadradas como na maior parte das bandas de punk rock. “Crisis of Faith” é um disco de estruturas não previsíveis e ritmo frenético, embora possa soar levemente enjoativo em alguns momentos.

Entre os exemplos, podemos citar a quase progressiva “Forgiveness I + II”, que é seguida pela frenética “Reckless Paradise” e seu refrão explosivo. Depois vem a melódica e emocionante “I Beg To Differ (This Will Get Better)”. “The Wolf” é uma balada com direito a arranjos de cordas, enquanto “Judged” é um punk curto e grosso. “Hanging Out with All the Wrong People” é o que podemos chamar de ‘dançante’, já que tem riffs cheios de groove. Adiante, uma surpresa: a participação de Rivers Cuomo e podemos ter um gostinho de como seria um Weezer hardcore. O disco termina com a ensolarada “For You”, que tem os melhores vocais do disco. 

Billy Talent – End Of Me feat. Rivers Cuomo

Rivers Cuomo está novo álbum do Billy Talent.

Leia também:

Deixe uma resposta