fbpx
Notícias

Eddie Vedder ficou entusiasmado com a quantidade de dinheiro que o Nirvana ganhou 

Músico comentou sua relação com o Nirvana no início da década de 1990

Eddie Vedder se prepara para lançar um novo disco solo no dia 11 de fevereiro, e tem concedido algumas entrevistas para promover o trabalho, intitulado “Earthling”. Ele conversou com o New York Times e, como de costume, o bate-papo girou por diversos assuntos, e um deles foi o início da cena grunge de Seattle. O cantor do Pearl Jam revelou que ficou entusiasmado com a quantidade de dinheiro que o Nirvana ganhou. 

“As coisas de que me lembro parecem inconsequentes. Lembro-me de ouvir no boato que o Nirvana tinha recebido um grande cheque, e isso parecia emocionante. Estávamos empolgados por eles – e imaginando se receberíamos um grande cheque”, disse Vedder (via Alternative Nation).

Em seguida, ele relembrou da vez em que foi até a casa do baixista Krist Novoselic e viu a quantidade itens que o músico havia comprado. “Krist tinha duas jukeboxes: uma com LPs, outra com 45 anos; ele tinha duas máquinas de pinball. Lembro-me de pensar que se Krist fizesse isso, poderíamos e não pareceria burguês. Fora isso, lembro que foi legal que Novoselic me perguntou, quando o próximo disco sairia.”

Dave Grohl não acreditava que “Nevermind” faria sucesso
Foto: Nirvana/reprodução

Pearl Jam e Nirvana os Beatles e Stones dos anos 90?

Eddie Vedder contou que Krist Novoselic fez um paralelo de Pearl Jam e Nirvana com Beatles e Rolling Stones, deiaxndo o cantor bastante lisonjeado.

“Agora eu sei por que nunca conto essa história. Aqui está o problema: estou prestes a mencionar os Beatles e os Stones. Ele estava dizendo que tinha lido na época – não sei se ele estava certo – que os Stones e os Beatles costumavam ver quando os discos um do outro estavam saindo para que pudessem lançá-los em momentos diferentes. Achei esse um dos maiores elogios. Não remotamente porque éramos como os Beatles e os Stones, mas porque ele estava dizendo: Ei, poderíamos trabalhar juntos nisso”.

Melhores discos internacionais do ano
Foto: Pearl Jam/reprodução

Leia também:

Deixe uma resposta