fbpx
Notícias

O que falta no metal em 2022, na visão de Tobias Forge, do Ghost 

Músico acredita o mundo do rock precisa de mais bandas novas

O vocalista do Ghost, Tobias Forge, participou de uma sessão de perguntas realizada pela Metal Hammer e respondeu questões inusitadas como, por exemplo, “o que está faltando metal em 2022?”. O músico sueco disse que sente falta de bandas mais jovens e que gostaria de ver uma banda de heavy metal com a mesma relevância que o Måneskin

Já faz um um tempo que o Ghost é uma das principais novidades da música pesada mundial. Em 2022, especialmente, o grupo de Tobias Forge tem vivido um grande momento, graças ao seu novo álbum, “Impera”, que, além de colher elogios da imprensa especializada, tem se destacado nas principais paradas ao redor do mundo

A banda, no entanto, já tem mais de 10 anos de carreira, não é exatamente nova. E é disso que Tobias Forge sente falta. Respondendo a pergunta sobre a cena metal em 2022 ele disse: “Seria legal se houvesse bandas mais novas e jovens consideradas mais do que uma novidade, ou um tesouro underground. Mais bandas de rock orgânico de 20 anos reconhecidas em um pouco mais… Eu odeio dizer mainstream, mas acima do nível de pub. Eu sou do underground, venho do underground e adoro a música underground, mas para o ressurgimento do rock, precisamos disso.

O cantor gostaria de ver mais bandas com a mesma popularidade do Måneskin, grupo de hard rock italiano que se tornou fenômeno mundial em 2021. “Eu adoraria se houvesse mais bandas que passassem por um cana de reconhecimento semelhante ao Måneskin, na verdade. Eu acho que eles são muito legais. Eles ganharam o Eurovision porque são ótimos, mas são uma das poucas exceções de não ser o fim de suas carreiras. Isso geralmente é o que acontece se você é uma banda.”

Leia também:

Deixe uma resposta