Notícias

Limp Bizkit tem 35 músicas para o novo disco, mas Fred Durst enrola para finalizar

O último trabalho de inéditas da banda foi lançado há 10 anos

O guitarrista Wes Borland, do Limp Bizkit, concedeu uma nova entrevista e comentou sobre o atual estágio do novo disco da banda, que não lança um trabalho inédito desde 2011. De acordo com o músico, o grupo já tem 35 canções escritas, mas que a culpa de o trabalho ainda não ter sido finalizado é do perfeccionismo do vocalista Fred Durst.

Wes Borland conversou com Johnny Christ, baixista do Avenged Sevenfold, em seu podcast Drinks With Johnny e disse:

“Temos trabalhado em coisas, trabalhado em coisas, trabalhado em coisas. E Fred tem estado sistematicamente insatisfeito” (via Loudersound).

O guitarrista do Limp Bizkit acrescentou:

“Provavelmente temos 35 músicas gravadas instrumentalmente e ele fez os vocais nelas e depois jogou os vocais fora – fez os vocais e então foi, ‘foda-se’, e jogou fora. Então eu acho que ele finalmente está no ponto agora em que ele vai pegar um conjunto dessas músicas com as quais ele finalmente está bem e terminá-las e nós vamos terminar o álbum. Então, dedos cruzados”.

O último disco de inéditas do Limp Bizkit foi “Gold Cobra”. O novo trabalho será o sexto da carreira da banda e tem título provisório de “Stampede Of The Disco Elephants”. Para Weis Borland, até o momento, as novas músicas que escreveu são para o disco são “as melhores coisas que já fiz como músico”.

Apesar de estar insatisfeito com a velocidade que o colega de banda trabalha, “ele deixou de ser um querido para se tornar a pessoa mais odiada de todos no mundo”, Weis Borland elogia a qualidade do que Fred Durst escreve: “eu ouvi um monte de vocais dele, tipo demo, sobre as coisas, e eles são ótimos. Portanto, não tenho dúvidas de que ele virá trazê-lo e será um ótimo álbum.”

Leia também:

1 comentário

Deixe uma resposta