fbpx
Notícias

Bruce Dickinson elogia coragem do Metallica ao lançar o “Black Album”

Disco completa 30 anos neste mês de agosto

A edição de agosto da revista Classic Rock traz uma série de depoimentos de personalidade do rock sobre o “Black Album” do Metallica, que completa 30 anos de lançamento neste mês. O vocalista do Iron Maiden, Bruce Dickinson, é um dos compartilharam a sua opinião sobre o disco que levou o heavy metal ao mainstream.

De acordo com Bruce Dickinson, ao expandir sua sonoridade no “Black Album”, e com isso levar o heavy metal a um público mais amplo, o Metallica fez o que bandas como o próprio Iron Maiden não tiveram coragem de fazer.

“Nós, Judas Priest e Pantera todos chegaram a uma encruzilhada onde tivemos a chance de realmente avançar para o próximo nível. Mas nenhum de nós teve a coragem de fazê-lo. Metallica sim. Você tem que dar a eles um grande crédito por agarrar a oportunidade quando ela apareceu, assumindo o risco e merecidamente colhendo as enormes recompensas. Você não pode subestimar sua conquista com este álbum”, disse o vocalista.

Metallica - Black Album
Metallica – Black Album

Bruce também elogiou a produção do “Black Album” e o trabalho de Bob Rock:

“É um daqueles álbuns seminais que acertam. É extremamente bem produzido e todas as notas desse álbum estão totalmente sob controle. Eu admiro como eles fizeram isso, e o que fizeram com as músicas, e foi muito eficaz: sem dúvida ajudou a empurrar o metal para o mainstream. Eu sei que não foi Mutt Lange quem o produziu, mas Bob Rock tinha aquela coisa semelhante em que o produtor estava muito no controle.”

Por fim, ele falou que sua banda não teria o controle suficiente para produzir um disco como esse:

“Jamais poderíamos fazer um álbum como esse, porque não estamos tão sob controle e não queremos estar. Com a gente, as rodas do ônibus cairiam e acabaríamos demitindo o produtor!”

Leia também:

1 comentário

Deixe uma resposta