fbpx
Notícias

Taylor Hawkins: exame preliminar indica que baterista do Foo Fighters morreu de overdose 

Músico foi encontrado morto em um quarto de hotel em Bogotá na última sexta-feira (25)

De acordo com as autoridades policiais colombianas, o baterista do Foo Fighters, Taylor Hawkins, pode ter sido vítima de uma overdose, já que o exame toxicológico preliminar encontrou dez substâncias, entre elas maconha, antidepressivos tricíclicos, benzodiazepínicos e opióides. 

“No exame toxicológico de urina realizado em Taylor Hawkins foram encontrados preliminarmente dez substâncias, entre elas: THC (maconha), antidepressivos tricíclicos, benzodiazepínicos e opioides“, informou a Procuradoria-Geral da República da Colômbia (via UOL).

Ainda de acordo com informações divulgadas pela imprensa colombiana, no quarto em que o baterista estava hospedado, foi encontrada uma substância branca semelhante à cocaína. Ele chegou a relatar dores no peito horas antes de ser encontrado pelos funcionários do hotel. 

Taylor Hawkins foi encontrado morto na sexta-feira (25) no quarto do hotel em que a banda estava hospedada. O Foo Fighters se apresentaria naquela noite no festival Estéreo Picnic. O grupo era uma das atrações da edição brasileira do Lollapalooza com show programado para este domingo (27). 

Taylor Hawkins ingressou no Foo Fighters em 1997, depois de deixar a banda da cantora Alanis Morissette, da qual fazia parte desde 1995. Seu primeiro disco ao lado de Dave Grohl foi “There Is Nothing Left to Lose”. Ele comandou as baquetas em todas as gravações do grupo desde então, além de contribuir com as composições. O disco mais recente da banda foi “Medicine at Midnight”, de 2021. Taylor tinha 50 anos e deixa eposa e filhos.

Leia também:

Deixe uma resposta