fbpx
Notícias

Slipknot: “Eu senti que tinha muito a dizer de novo”, diz Corey Taylor sobre o novo disco 

Vocalista Corey Taylor revela que novo álbum é um recomeço

O Slipknot lança seu sétimo disco de estúdio, “The End, So Far”, no dia 30 de setembro. E parece que os integrantes estão bastante satisfeitos com o resultado final do sucessor de “We Are Not Your Kind” (2019). Isso a julgar pelo que diz o vocalista Corey Taylor em recente entrevista à Kerrang

“Eu senti que tinha muito a dizer de novo, sabe?” revelou o cantor de 48 anos. “Este álbum parecia quase um recomeço. Eu poderia me afastar das merdas que precisava dizer e voltar para as coisas que quero dizer.”

Leia também:

O sentimento de algo grandioso feito neste álbum parece ser compartilhado por todos. “Eu meio que fico um pouco emocionado com isso, porque significa muito para mim”, diz Corey, “Nós sempre saímos antes de nos prepararmos para um show, e todos os caras tinham diferentes coisas favoritas que eu tinha feito no álbum – eles diziam, ‘Eu amo essa parte, eu amo essa linha, eu amo isso. , eu amo como você fodendo seu grito nisso…’”

Trabalhar “The End, So Far” despertou o sentimento de união e cumplicidade do grupo:
“Nós nunca elogiamos um ao outro na cara um do outro. Somos tão rabugentos! E é muito engraçado que, depois de tantos anos, nós nunca dissemos um ao outro, ‘eu acho que você é o merda, e eu amo estar em uma banda com você.’”

“The End, So Far” terá 12 faixas, incluindo os dois singles já revelados: “The Chapeltown Rag” e “The Dying Song (Time to Sing)”. O Slipknot assina a produção ao lado de Joe Barresi, profissional responsável pela mixagem dos dois registros anteriores. 

Slipknot – The Dying Song (Time To Sing)

Slipknot: “Eu senti que tinha muito a dizer de novo”, diz Corey Taylor sobre o novo disco.

Leia também:

Deixe uma resposta